Brasil

[Brasil][bsummary]

Mundo

[Mundo][bigposts]

Política

[Política][twocolumns]

Salões e academias do DF devem reabrir nesta terça (7)



Decreto do GDF autoriza os estabelecimentos a funcionar sem restrição de horário

Conforme cronograma publicado no Diário Oficial (DODF) na semana passada, os salões de beleza, barbearias e afins estão liberados para funcionar a partir desta terça-feira (7). O mesmo vale para academias de qualquer esporte.


Para os locais que poderão reabrir não foi definida nenhuma regra com mudança nos horários. Cada estabelecimento seguirá o horário definido em alvará, da forma que preferir.

Os proprietários de salões de beleza devem higienizar as cadeiras de uso regular, distribuí-las de modo a garantir o espaçamento de dois metros, esterilizar todos os equipamentos após cada atendimento, empregar toalhas e lençóis de uso exclusivo e privilegiar a ventilação natural.

Os donos de academias devem realizar higienizações dos aparelhos de uso coletivo, proibir o uso de bebedouros e chuveiros, delimitar o espaço onde cada pessoa pode se exercitar. Também deve haver respeito à distância mínima de dois metros, proibição de aulas coletivas e fechamento de uma a duas vezes por dia, por 30 minutos, para limpeza geral.
Alívio…

Para o presidente do Sindicato dos Salões de Barbeiros, cabeleireiros, profissionais autônomos na área de beleza e instituto de beleza para homens e senhoras do Distrito Federal (Simbeleza), Célio Ferreira de Paiva, a reabertura é um “verdadeiro alívio”.


“Essa é uma decisão que para nós veio como um verdadeiro alívio para a tensão que vivemos até hoje, sem previsão, sem esperança, muitas empresas fechando. A gente tem consciência que a situação de saúde é grave, entretanto é uma atividade essencial. Não tem ninguém que esteja aí sem cortar o cabelo nesses quatro meses, nem sem fazer a unha”, afirma o presidente.
…receio

Quanto às academias, nem todo mundo pretende retornar aos comércios após a reabertura. Embora seja apaixonada por exercícios físicos, a empresária Juana Ferreira, de 40 anos, deve seguir mantendo a forma em casa. “Às vezes faço exercício cardiovascular às 5h, às vezes faço à noite. Por enquanto, vou preferir ficar malhando em casa”, assegura.

O proprietário da Vessel Crossfit, na 507 Sul, Adriano Santos, reitera a fala de Juana. “Alguns decidiram que vão ficar treinando online. Outros pedem para continuar deixando o plano deles congelado. Dos 60 alunos ativos, a minoria vai voltar: uns cinco praticantes”, relata.


Adriano tem o ‘pé atrás’ quanto à reabertura, mas diz que vai ter que retornar às atividades. “Não confio plenamente, pois é arriscado e provavelmente vai aumentar o número de casos [de covid-19]. Acho que é perigoso, mas vou ter que reabrir”, lamenta.

Texto e foto: JB

Nenhum comentário:

Postar um comentário