Brasil

[Brasil][bsummary]

Mundo

[Mundo][bigposts]

Política

[Política][twocolumns]

Dono de frigorífico é preso suspeito de fornecer carne estragada a hospitais e restaurantes do DF


Polícia aprendeu duas toneladas de produtos vencidos no estabelecimento, em Ceilândia. Empresário não teve identidade divulgada.

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu em flagrante um empresário suspeito de vender carne estragada a hospitais públicos, universidades, restaurantes, bares e presídios da capital. O homem, que não teve a identidade divulgada, é dono de um frigorífico que funcionava em Ceilândia.

Os investigadores apreenderam duas toneladas de produtos armazenados clandestinamente no estabelecimento, entre carne animal, embutidos, kits para feijoadas e linguiça calabresa.

Segundo as investigações, o empresário orientava funcionários a alterar a data de validade dos produtos vencidos, para que os alimentos fossem recolocados à venda.


A polícia afirma que o frigorífico teve as atividades suspensas no final de 2019, mas continuava a produção de forma clandestina. O estabelecimento já havia sido autuado pelos órgãos de fiscalização por mais de dez vezes, com multa administrativa de R$ 80 mil.


Após a apreensão, os produtos foram encaminhados à destruição. O empresário suspeito vai responder por crime contra as relações de consumo. Caso seja condenado, a pena varia entre dois a cinco anos de reclusão.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário