Brasil

[Brasil][bsummary]

Mundo

[Mundo][bigposts]

Política

[Política][twocolumns]

"Mantenham as recomendações dos estados", pede Mandetta

A orientação segue na contramão das manifestações do presidente Jair Bolsonaro, que, neste domingo, saiu às ruas e apoiou comerciantes que continuaram as atividades

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, voltou orientar à população  sobre a necessidade de obedecer as medidas restritivas adotadas em cada localidade. “Eu tenho dialogado com secretários dos estados e municípios dentro do que é técnico, cientifico. Mantenham as recomendações dos estados”, disse em em coletiva da tarde desta segunda-feira (30/3), no Palácio do Planalto. A fala vai de encontro às recentes condutas do presidente da República, Jair Bolsonaro, que defende a reabertura do comércio e a normalização das atividades econômicas.


Questionado mais uma vez se poderia acabar perdendo o cargo pela divergência de posicionamentos, Mandetta foi atravessado pelo chefe da casa-civil, Braga Netto, que respondeu: “Não existe essa ideia de demissão. Isso esta fora de cogitação no momento”.

Na sequência, o ministro da Saúde acrescentou: “Em política quando a gente fala não existe, a pessoa fala existe”. Para Mandetta, esses ruídos de opiniões são normais em se tratando de uma crise sem precedentes. “É claro que existem situações em que você aponta um caminho e pode ter dificuldades. O importante é que o espírito de todos é de tentar ajudar. O que a gente tem procurado é uma unicidade e hoje esse formato responde”, completou, fazendo referência à mudança de estrutura das coletivas diárias. 


Agora, os boletins diários com as atualizações de casos e ações serão repassados de forma conjunta com as demais pastas no Palácio do Planalto e não mais na sede do Ministério da Saúde, com informações referente à pasta.

*Com informações do Correio Braziliense


Nenhum comentário:

Postar um comentário